A camiseta que estuprou o inglês

Primeiro a grande rede de lojas tentou vender as camisetas a preço promocional, de R$ 25,99 por R$ 9,99 na loja online, mas o erro na grafia causou uma enxurrada de comentários nas redes sociais e eles resolveram recolher tudo.

A frase em inglês “Great Rapers Tonight”, ou  ”Grandes estupradores hoje à noite”  confunde Rappers com Rapers, a palavra com duas letras “p” representa um cantor de rap.

A empresa não chegou a se desculpar mas avisou que vai devolver o dinheiro ou trocar as camisetas por outro produto.

Comentário no perfil @phmarcolino no Twitter: “como uma loja desse tamanho vende uma camiseta dessa?”. E @deboravaz se irritou com a estampa: “Terá sido erro de inglês ou apologia ao estupro? Nojo total”

Outros comentários criticaram o uso do inglês de maneira errada, como a @chialinching: “quer escrever em inglês? abram o dicionário!”.

Veja a nota na íntegra:

São Paulo, 29 de outubro de 2013 – Em relação à camiseta com erro de grafia que pode levar ao entendimento de uma frase ofensiva na língua inglesa, a xxxxx informa que determinou a retirada imediata de todas as peças das lojas da marca.

Os clientes que adquiriram a peça podem se dirigir a qualquer uma de nossas lojas com a camiseta, independente do seu estado, para devolução do valor ou troca por outro produto.

O problema é a camiseta passar a ser disputada como um item cult justamente pela falha catastrófica! quem dá mais?


Projeto Greenwashing

Greenwashing pode ser resumido como gastar mais recursos em publicidade para parecer “sustentável” do que realmente é feito pelas práticas ambientalmente saudáveis.

Depois de muito dinheiro investido não se vê uma única árvore plantada, não temos nenhuma garrafa PET retirada do rio nem reciclamos 1 quilinho de lixo.

Muitas empresas sérias parecem ajudar em soluções socioambientais mas seus esforços são desperdiçados e seus investimentos perdidos no caminho.

Só cartão de visita em papel reciclado não vai salvar o Planeta.

Ao contrario de ajudar, ações de greenwashing desmobilizam pessoas e neutralizam ações realmente uteis.

Vamos parar com isso? lembre que fica tudo gravado em algum lugar e sua empresa pode estar na próxima lista de greenwashers!


Falhas que ensinam

O Newton da Apple foi um fracasso.

Henry Ford foi à falência 4 vezes.

Google tentou vender-se por 1 Milhão de dolares, sem sucesso

Algumas vezes o fracasso é o caminho para o sucesso, muitas vezes é o caminho para um fracasso ainda maior….

If at first you don’t succeed from Ben Fry on Vimeo.


Agência Africa paga mico?

Mil desculpas pelo trocadilho mas ele era obrigatório!

A agência Africa admitiu que houve um “erro operacional” no uso da ilustração de Mico Toledo (veja abaixo).

Sua assessoria informou que “a agência entrou imediatamente em contato com Mico Toledo, que está sendo devidamente pago pelo seu trabalho”. (depois de descoberto né?)

O designer e ilustrador brasileiro havia descoberto o plágio do seu trabalho pela agência Africa que usou sua criação na campanha ‘Happy Drive’ do carro Grand Vitara da Suzuki.

Mico trabalhou na Leo Burnett de Lisboa e ganhou um Young Creative em Cannes em 2009 e hoje mora em Londres onde cria vinhetas visuais para musicas no site Music Philosophy.


Facebook pagou para plantar histórias negativas sobre o Google?

A rede social secretamente teria contratado uma empresa de relações públicas para plantar histórias negativas sobre a gigante de buscas, O Daily Beast revela a sujeira que está explodindo na face do Facebook.

Um mistério foi desvendado no Vale do Silício, ao que parece, a turma do Facebook teria contratado a Burson-Marsteller, uma empresa de relações públicas, para lançar mensagens anti-Google em jornais, instando-os a investigar alegações de que o Google estaria invadindo a privacidade das pessoas. A Burson se ofereceu para ajudar um blogueiro influente a escrever artigos contra o Google, e teria prometido conseguir a publicação em jornais como o The Washington Post e o  The Huffington Post.

Fonte

Que baixaria!


Christian Pior

A casa de moda Christian Dior está procurando um novo designer chefe. A famosa marca demitiu seu diretor criativo, john galliano por suas declarações de amor a hitler e outras atitudes anti-semitas.

“Em razão do comportamento de caráter particularmente detestável de john galliano no vídeo divulgado na segunda-feira, a maison Christian Dior decidiu por sua demissão imediata e iniciou o processo de desligamento…Nós repudiamos em absoluto os comentários feitos por john galliano, que são totalmente incoerentes com os valores da Christian Dior”, afirmou o presidente da marca Sidney Toledano em comunicado ao Jornal Le Monde.

Poucos dias depois, galliano foi preso após insultar um casal sentado em uma cafeteria.

O ódio de hitler e aos gays virou uma das plataformas do nazismo e levou milhares ao sofrimento e à morte, mas ainda assim galliano encontrou espaço em seu coraçãozinho doentio para perdoá-lo e amá-lo.

Sem Chance!


Oi incentiva infração de trânsito

A operadora Oi lança campanha para motoristas usarem seus celulares para acessar redes sociais durante o trânsito, falar ao celular é infração prevista no artigo 252, VI, mas utlizar o celular para acessar a internet digitando e lendo naquelas telinhas é o cúmulo da falta de atenção.

A Oi tem feito um trabalho interessante com as redes sociais, inclusive criando algumas redes próprias mas pisou feio na bola ao convidar seus clientes a praticarem harakiri e colocarem a vida dos outros em risco.

Não sei se podemos chamar de apologia ao crime, mas é bem imoral vender serviços desta forma.

Oooooi e tchau!


Souza Cruz Sustentável

É sempre bemvinda a notícia dos esforços das empresas rumo às atitudes sustentáveis, hoje coube à Souza Cruz S/A (CRUZ3) anunciar seu trabalho de sustentabilidade com 2.000 propagandistas ensinado aos funcionários dos seus 200 mil pontos de venda que não é legal vender cigarros para crianças.

A Souza Cruz S/A tem quase 11.000 funcionários domina 80% do mercado nacional fabricando 100 bilhões de cigarros/ano, fatura por ano algo em torno de 3 bilhões de dolares e seus lucros crescem à incriveis taxas de 60% ao ano.

Avisamos à Souza Cruz S/A que fabricar cigarros não é um empreendimento sustentável e provavelmente jamais será, desde o plantio do fumo com muito agrotóxico, seu transporte, industrialização e vendas até o objeto principal de toda esta operação, o cigarro com doses de nicotina que viciam em poucos dias.

A coisa mais sustentável que a Souza Cruz S.A. podia fazer é mudar de ramo urgente e passar a fazer algo de bom da vida …Sem chance!


Breve FEBEAPU

Breve aqui: Festival de Besteiras que Assolam a Publicidade.

Assunto não falta, o que falta é tempo para atualizar este blog.

Mande suas sugestões!


Regras do que nunca fazer (para operadoras de TV por assinatura)

As regras do que NUNCA fazer quando a gente possui uma operadora de TV paga e quer criar alguma empatia com nosso público.

Regra numero 1:

Não crie um personagem chato, um personagem chato que fica aparecendo repetidas vezes torna-se insuportável e cria um ódio cada vez mais profundo em seus ouvintes, é inesquecível, a rejeição é garantida!

Exemplo: Aquele russo absolutamente tonto que fala Scavursca.

Regra numero 2:

Contrate boas agências para fazer seus próprios anúncios e coloque profissionais para gerenciá-los, lembre que estes anúncios serão repetido ad-nauseam e seus clientes-telespectadores-pagantes merecem um pouco de respeito.

Exemplo: Todos os anúncios irritantes da Net falando da Net e seus pacotes e promoções.

Regra numero 4

Seus diretores já recebem salários e não deveriam ter que aparecer nestes anúncios  horríveis, imaginamos que internamente deve ser super engraçado ver uma diretora bonitinha aparecendo na TV, mas para seu público pagante é uma coisa sem graça, até bastante desagradável.

Exemplo: Série de anúncios da NET com seus diretores fazendo cenas “engraçadinhas” .

Regra numero 5

Evite fingir uma intimidade que não existe, seus clientes já pagam uma das  TVs por assinatura mais caras do mundo! Todos já se sentem um pouco idiotas perante a sua operadora, chama-los de NETS é apenas prova que somos todos idiotas mesmo.

Exemplo: O mundo NÃO é dos NETS, é da operadora NET que cobra caro para acessá-lo e ainda nos chama por apelidos, NET é a senhora sua mãe!

A verdade é que tudo isto seria suportável e daria para levar na esportiva se não fosse o excesso ABSURDO de anúncios somado ao custo das assinaturas, a grande maioria dos clientes está apenas suportando toda esta palhaçada para ter acesso aos programas, logo que tiverem alguma alternativa vão cancelar sua assinaturas tão rápido que não vai sobrar nem o vigia no prédio das operadoras para apagar as luzes.